Páscoa: a esperança renasce

Celebrar a Páscoa significa renovar a própria certeza de que os nossas lutas têm uma direção de luz e de paz
CL Paulo Fernando Silvestre *

Estaremos celebrando a sétima Páscoa do novo milênio! Pode parecer que na vida e na sociedade nada mudou. Muitos pensavam que este novo século seria um tempo de maior fraternidade e unidade entre as pessoas, e, diante da realidade de hoje, ficam decepcionados ao verem o ódio, a violência, a corrupção, a intolerância continuarem e até aumentarem a escalada. A proposta da Páscoa parece que permanece apenas teórica.

De um lado, a Páscoa marca não só o centro da liturgia e da fé, mas também o nosso próprio calendário. Da data da Páscoa é que dependem tantas outras festas móveis religiosas e também uma parte do nosso calendário civil. A Páscoa marca também um momento especial na vida do povo, seja pelas antigas tradições que se repetem pelo mundo, seja pelos novos modelos e eventos que vão ocorrendo hoje: procissões, encenações, filmes, programas especiais na mídia, exploração comercial da data... Uma parte da sociedade aproveita para o tempo de repouso em um feriado prolongado. Nas Igrejas, as celebrações litúrgicas misturam-se com as devoções locais e tradicionais.

Questiona-se, porém, a continuidade e as conseqüências existenciais dessa participação. Durante 40 dias somos convidados a repensar sobre nossa vida e a dar passos de conversão, não só pessoal, mas também comunitária.

Desde Quinta-feira Santa à noite começa o tempo pascal! A Páscoa, como acontecimento primordial de nossa fé, será também celebrada a cada Eucaristia, a cada Sacramento, a cada transformação da vida e da sociedade. A Páscoa não pode permanecer apenas na confraternização familiar, festa do chocolate, feriadão e nem mesmo somente em uma presença um pouco maior nas celebrações nesses dias do ano litúrgico.

Celebrar a Páscoa significa celebrar a certeza de que a vida vence a morte! Significa renovar a própria certeza de que os nossos trabalhos e lutas têm uma direção de luz e de paz! Não é uma utopia, mas sim um dom e compromisso de darmos passos para continuar a realizar o projeto de Jesus de Nazaré, o Cristo Senhor.

Devemos começar por nós, que fazemos parte do Lions e que acreditamos que a mensagem do Cristo é o caminho que nos conduz ao Pai e nos faz viver concretizando na comunidade civil o nosso compromisso.

A experiência pascal deverá ser para nós o alento de olharmos para a madrugada do domingo de Páscoa e termos a mesma alegria dos apóstolos e das santas mulheres que, depois de terem passado pelo drama da cruz e da sepultura, puderam aclamar: "Ele está vivo, Ele está no meio de nós, a morte foi vencida!". Esta é uma experiência que não só os cristãos podem fazer, mas toda pessoa humana. Se é verdade que muitas situações de morte ocorrem ao nosso redor, e que parece que as forças da degradação superam o bem, em Cristo Ressuscitado deve recobrar para todos nós a certeza da Vida e Ressurreição.

Mais que uma experiência apenas mística, a Páscoa será também uma experiência pessoal e comunitária de uma comunidade que anuncia: "Ele ressuscitou e nós somos testemunhas!" E isso não porque ouvimos dizer dos antepassados ou lemos nas Escrituras, mas porque o experimentamos em nossas vidas!

As atitudes concretas de pessoas que se unem e lutam por um mundo mais justo, fraterno e solidário, de pessoas que se perdoam e se olham como irmãos não podem ser apenas um sonho: devem tornar-se realidade! Devemos começar por nós, que fazemos parte do Lions, o maior grupo de voluntários do mundo e que acreditamos que a mensagem do Cristo é o caminho que nos conduz ao Pai e nos faz viver concretizando na comunidade civil o nosso compromisso do "Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei".

Não é possível neste tempo de tantas conquistas tecnológicas, tantas descobertas científicas, tantos avanços na comunicação que o ser humano ainda não se aproximou do seu semelhante como um irmão. O medo do outro, da violência, do assalto continua a existir.

As grades de nossas casas e as grades das prisões com as rebeliões e atitudes primitivas estão aí a mostrar-nos que temos um longo caminho a percorrer. A preocupação com a ecologia, que é um bem, ainda não encontrou a correspondente com relação ao ser humano que, muitas vezes, não tem casa, emprego e é presa fácil dos consumismos modernos que não o conduzem para "ser mais", mas somente o exploram e, na maioria das vezes, o deixa ao relento, pois a prioridade não é a pessoa e sim o lucro...

A esperança que renasce, a vida que vence, a alegria que retorna aos nossos corações não significa que a realidade ao redor mudou magicamente, mas que nós mudamos, e essa experiência faz-nos lutar pela mudança para que aconteça a "civilização do amor!" Isso nos fará participar melhor de nossas comunidades através do nobre ideal de servir pregado por Melvin Jones e também construirmos uma sociedade onde a justiça, a tolerância, a solidariedade e a paz possam ocorrer em todos os níveis.

Que a celebração da sétima Páscoa do novo milênio nos encontre com a vida aberta para acolher o feliz anúncio dos anjos que nos dizem que "Ele não está aqui, Ele ressuscitou" concretizado em nossas vidas. E que nós possamos anunciar a todos, com uma vida renovada e com as esperanças reafirmadas: "Ele Ressuscitou como disse, Aleluia".

Feliz Páscoa a você e a todos os seus familiares!


CL Paulo Fernando Silvestre * CL Paulo Fernando Silvestre
Editor do site Instruções Leonísticas
Membro da Escola de Preparação de Líderes do Distrito LC-2
Assessor de Instruções Leonísticas do APLIONS
Associado do Lions de São Paulo - Ipiranga - DLC-2
E-mail: paulo@instrucoesleonisticas.jor.br
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".