Companheirismo e freqüência

Freqüência e companheirismo andam lado a lado em busca de um único e exclusivo objetivo: SERVIR
CL Paulo Fernando Silvestre *
Entendemos companheirismo como o relacionamento íntimo, fraterno, afável e amigável entre os companheiros. É um dar cotidiano, incondicional, de forma dinâmica, atuante, conquistando sempre a confiança do companheiro, estimulando-o à igual proceder, numa identificação de objetivos e na busca constante de um único fim: SERVIR.

Companheirismo é espargir entusiasmo, alegria nos momentos de sucesso. É sentir, é ter sentimento de pesar, de preocupação nos instantes de dificuldades, levando àquele com os quais estamos ligados em Lions, o conforto de nossa dedicação, o apoio moral, material ou outro, objetivando eliminar ou ultrapassar, reduzindo às mínimas proporções aquelas vicissitudes, aqueles momentos de incertezas e angústias.

Companheirismo é solidarizar-se com integrantes da instituição; é participar; é atuar para que a missão do Lions alcance o maior número possível de componentes da comunidade. É a busca constante do ideal de servir, convivendo harmonicamente e procurando compreender a Filosofia Leonística alicerçada no Lema Internacional de Lions: NÓS SERVIMOS.

Companheirismo é colaborar com o grupo dando o máximo, sem a preocupação de receber algo em troca, pois "é dando que se recebe", segundo São Francisco de Assis.

Companheirismo é manifestar compreensão humana, neutralizando as paixões, os antagonismos que se anteponham a pontos de vista ou com estes se choquem ou contornando opiniões inconciliáveis, próprios da condição do homem.

Companheirismo é não monopolizar amizades. É não ter cadeiras e mesas cativas ou rodas de bate-papo ultrapersonalistas. É não pertencer a grupos ou facções que, muitas vezes prejudicialmente se formam dentro do clube.

Companheirismo é colaborar com o grupo dando o máximo, sem a preocupação de receber algo em troca, pois "é dando que se recebe", segundo São Francisco de Assis.

Companheirismo é entender a circunstância de que Lions é uma instituição que consegue o milagre de tornar homens de países, de línguas, de costumes, de raças, de religiões e de concepções políticas diferentes, iguais em ação, espírito e pensamento.

Companheirismo não se restringe apenas às reuniões semanais do clube. Ele se projeta mais além. Tem trajetória mais ampla. Manifesta no lazer e no trabalho. Na intimidade dos lares de cada um ou no convívio dos associados no cotidiano labor da nossa sublime instituição.

Portanto, companheirismo é ter vontade para agir. É ter força para edificar. É ter amor que a todos envolve sob a fulguração sublime da própria grandeza. É ter a sensibilidade que enternece. É ter crença que abençoa. É ver a amizade estender-se de companheiro a companheiro e destes a todas as criaturas.

Freqüência é intrínseca ao companheirismo. Não se compreende aquela sem este, pois companheirismo é presença, é relacionamento físico, é contato pessoal e constante, seja nos limites materiais do ambiente de reuniões, seja no seu prolongamento em outros locais. É convívio, é emanação de atitude de corpo presente, que não admite e nem aceita delegação ou representação.

Freqüência e companheirismo andam lado a lado em busca de um único e exclusivo objetivo: SERVIR. Completam-se e sem eles teremos tudo que se possa imaginar, menos Lions.

Lions é ação, é servir, é companheirismo que depende da freqüência.

Gabriela Mistral, poetisa chilena, prêmio Nobel de Literatura, em seu poema "O Prazer de Servir", relata com maestria "que servir não é dom de seres inferiores. Deus que dá a luz, a vida e o fruto é o primeiro a servir".


CL Paulo Fernando Silvestre * CL Paulo Fernando Silvestre
Editor do site Instruções Leonísticas
Membro da Escola de Preparação de Líderes do Distrito LC-2
Assessor de Instruções Leonísticas do APLIONS
Associado do Lions de São Paulo - Ipiranga - DLC-2
E-mail: paulo@instrucoesleonisticas.jor.br
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".