Assembléia Geral

Veja como deve transcorrer uma Assembléia Geral
CL Paulo Fernando Silvestre *
De todos os tipos de Reunião Leonística, a mais comum e a mais importante é, sem dúvida alguma, a Assembléia Geral, quer pela freqüência com que é realizada, quer pela sua própria finalidade e inclusive, pelas suas formalidades.

Havendo dois tipos de Assembléia Geral, como veremos mais adiante, trataremos primeiramente, do que ambas têm em comum, ou melhor dizendo, às peculiaridades ou características que são aplicáveis tanto para uma quanto para outra.

A Assembléia Geral é presidida pelo Presidente do clube e em suas faltas ou impedimentos, pelos Vice-Presidentes na ordem decrescente. É constituída com mais da metade dos associados ativos e suas decisões são tomadas pela maioria dos presentes. As suas resoluções têm caráter irrecorrível e somente podem ser reformuladas em outra Assembléia Geral.

A Assembléia Geral é o órgão máximo do clube portanto, todas as decisões que digam respeito à responsabilidade dos associados, devem ser tomadas pela Assembléia Geral.

Não poderão, entretanto, serem levadas à Assembléia Geral, propostas ou sugestões de serviços que não tenham sido aprovadas pela diretoria.

Na Assembléia Geral, assim como em qualquer Reunião Leonística, é expressamente proibido fazer solicitação de fundos ou pedidos semelhantes aos sócios, visitantes ou convidados, mesmo que sejam condicionados a pagamento futuro.

Em todas as assembléias realizadas, deverá ser lavrada, pelo secretário, a respectiva ata. O secretário deverá, também, manter um registro de presença às Assembléias Gerais, do qual constarão não apenas os sócios do clube, mas também, as Autoridades Leonísticas, Civis e Religiosas, os companheiros visitantes e os convidados do clube ou dos associados.

O secretário deverá remeter para a governadoria o comprovante de comparecimento de companheiros de outros clubes para efeito do concurso de companheirismo do distrito.

As Assembléias Gerais classificam-se em Ordinárias e Extraordinárias:

ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA (AGO)

As Assembléias Gerais Ordinárias devem realizar-se, no mínimo uma vez por mês e são dedicadas ao desenvolvimento do companheirismo e do Leonismo, bem como à ratificação das decisões da diretoria que lhes forem apresentadas e que digam respeito às responsabilidades dos associados.

O modelo de estatuto não prevê a convocação dos associados para as Assembléias Gerais Ordinárias. A diretoria deverá decidir quais os dias e em que local deverão ser realizadas, bem como o horário de início e término das mesmas, dando conhecimento a todos os associados.

Cabe destacar, porém os seguintes casos de Assembléia Geral Ordinária, nas quais é obrigatória a convocação:

  1. A assembléia que, designada pela diretoria, será celebrada no mês de março à qual será apresentada uma relação de associados para os vários cargos eletivos do clube, convocação essa que deverá ser feita por escrito, pelo secretário, com antecedência mínima de dez dias.
  2. A Assembléia Geral Ordinária para a eleição da nova diretoria que deverá realizar-se por designação da diretoria, na primeira quinzena do mês de abril, cuja convocação também será feita por escrito, pelo secretário com a antecedência mínima de quatorze dias. Na convocação, deverão constar os nomes dos candidatos escolhidos.
  3. Assembléia Geral de Eleições, designada e convocada por escrito pela diretoria, com a antecedência mínima de quatorze dias, caso ocorra hipótese de impedimentos ou de vacâncias simultâneas, de modo a não permitir o preenchimento dos cargos de presidente, primeiro vice-presidente e segundo vice-presidente.
Nos casos acima citados devem ser, por dispositivo estatutário, cumpridas as formalidades de convocação, sem as quais, as decisões dessas assembléias poderão ser anuladas.

Nas Assembléias Gerais a observância do Cerimonial Leonístico deve ser rigorosa, pois é justamente nessas reuniões onde o Protocolo Leonístico mais se caracteriza e evidencia.

Freqüência

A freqüência dos associados ativos à assembléia é obrigatória e poderá ser excluído o associado que faltar a quatro reuniões consecutivas ou a seis alternadas, a critério da diretoria, ouvida a Comissão de Freqüência.

As faltas de associado ativo às Assembléias Gerais poderão ser compensadas, no prazo de quatro dias úteis antes e depois da data da reunião, desde que o associado compareça:

  1. A uma Assembléia Geral Ordinária ou Extraordinária de outro Lions Clube;
  2. a uma reunião da diretoria do seu clube, mesmo sendo diretor;
  3. a uma reunião devidamente constituída de uma das comissões do seu clube;
  4. a qualquer reunião organizada ou patrocinada por seu clube;
  5. a uma reunião de região.
  6. a uma reunião de divisão.
  7. a uma Convenção ou a qualquer outra reunião leonística reconhecida;
Também serão consideradas compensadas, a critério da diretoria, as faltas que ocorrerem:
  1. Por motivo de enfermidade ou outro de força maior devidamente comprovado;
  2. por motivo de convocação para o Tribunal do Júri, funções públicas eletivas ou no exercício de cargos públicos.

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

A Assembléia Geral Extraordinária realizar-se-á quando convocada pela diretoria, por iniciativa própria ou a requerimento subscrito por um terço dos associados ativos. Estas assembléias devem ser convocadas por um mínimo de cinco dias de antecedência e deliberação exclusivamente sobre assuntos constantes do aviso de convocação.

A Assembléia Geral Extraordinária convocada especialmente para tratar da dissolução do clube, deverá ser feita com a antecedência mínima de quatorze dias. Neste caso a deliberação só poderá ser tomada com a aprovação de três quartos da totalidade dos associados.

CERIMONIAL LEONÍSTICO

Sob este título, reunimos uma série de fatores cuja observância nas reuniões leonísticas é obrigatória, muito embora nem todos se constituam propriamente em disposições estatutárias ou regimentais, mas, que são indispensáveis para caracterizarem as reuniões leonísticas. Estes fatores são:

O Arranjo Físico

A Abertura das Reuniões.

O Encerramento das Reuniões.

O Protocolo Leonístico.

O Arranjo Físico

Como os demais fatores, o arranjo físico, é muito significativo para caracterizar as reuniões leonísticas. Não se trata de arranjo puro e simples das mesas e cadeiras que devem acomodar os participantes. Se bem que é mais recomendável que todos os participantes fiquem acomodados no mesmo nível, esta posição não é o fator primordial. Os fatores que, dentro deste item, consideramos preponderantes, são os seguintes:

  1. A presença, obrigatória, na sala de reuniões das bandeiras Brasileira e da Associação Internacional de Lions Clubes. Alguns clubes costumam manter presentes, também a bandeira do estado do qual faz parte. Outros clubes usam, inclusive, a bandeira do município e há clubes até que, para simbolizarem a condição internacional dos Lions Clubes, mantêm bandeiras de outras nações. Queremos salientar mais uma vez que a obrigatoriedade é de se manter as bandeiras Brasileira e da Associação, entretanto, o mais comumente observado nas reuniões de nossos clubes é manter também a bandeira do Estado. Quanto às demais bandeiras, é questão de decisão do clube.
  2. A posição da Bandeira Brasileira é regulada por lei específica e cabe aqui, prestar algumas informações a respeito. A Bandeira Nacional, em todas as apresentações no território nacional, ocupa lugar de honra e deverá permanecer em posição central, ou a mais próxima do centro e à direita deste, quando com outras bandeiras, pavilhões, ou estandartes em linhas de mastros, panóplias, escudos ou peças semelhantes. A Bandeira Nacional deve permanecer à direita de tribunas, púlpitos, mesas de trabalho ou de reunião.

    Considera-se a direita do dispositivo (panóplia) de bandeira, a direita de uma pessoa colocada junto a ele e voltada para a platéia, ou de um modo geral para o publico que observa o dispositivo.

  3. O sino e o martelo, símbolos que são da autoridade do Presidente, devem ser postados a sua frente, sobre a mesa e ao alcance de sua mão, para que possam ser usados durante a reunião.

A Abertura das Reuniões

A abertura das reuniões leonísticas compreende três fases, a saber:

  1. Palavras iniciais do presidente: conforme recomendações do Conselho Nacional de Governadores, o presidente deverá abrir a reunião proferindo as seguintes palavras: "Invocando a Deus pela grandeza da pátria e pela paz entre os homens, declaro aberta esta reunião".
  2. A seguir o presidente solicita a um companheiro que faça a leitura da Invocação a Deus, cujo texto deixamos de transcrever.

    A Invocação a Deus pode ser feita por qualquer pessoa, mesmo não sendo leão, porém, a preferência deve recair em CCLL do clube, previamente avisado para esta missão.

    Por último, cabe esclarecer que a Invocação a Deus é uma oração, e, como tal, não recebe palmas no seu final, como já vimos acontecer em alguns clubes.

  3. O presidente solicita a todos os presentes que entoem a primeira estrofe e o estribilho do Hino à Bandeira em homenagem a Bandeira Nacional.
Observações:

Você por certo já deve ter visto em visitas a clubes, alguns presidentes convidar, antes do canto do hino, fulano para guarnecer a Bandeira Nacional, sicrano para guarnecer a Bandeira do Estado, beltrano para guarnecer o Bandeira do Lions, etc., formando uma verdadeira barreira humana à frente das bandeiras. O que sabemos é que a Lei nº 5.700, de 1º de setembro de 1971, não faz nenhuma referência a guarnecer e muito menos desfraldar o Pavilhão Nacional em tais circunstâncias.

Uma pergunta que se ouve com freqüência:

- "Quantas bandeiras devem fazer parte da panóplia"?

Particularmente, somos de opinião que bastam três: a Nacional, ocupando o lugar de honra, a do Estado, à direita (considerando o observador de costas para a panóplia, e, finalmente, à esquerda, a do Lions).

Nada impede, no entanto, que outras bandeiras a integrem.

- "E o estandarte do clube, onde fica"?

O estandarte do clube deve, de preferência, ficar atrás da mesa da presidência, bem no centro, numa altura que ele fique totalmente visível.

Nas reuniões solenes usa-se também, cantar ou tocar o Hino Nacional, em vez do Hino à Bandeira. Nas reuniões em que são recebidas autoridades de outros paises, pode ser tocado o Hino Nacional do país dessas autoridades o que, entretanto, não é obrigatório. Torna-se obrigatório, porém, quando se recebe a visita oficial do Presidente Internacional.

O Encerramento das Reuniões

Antes de encerrar a Assembléia Geral Ordinária (AGO), recomenda-se que o presidente deve agradecer os CCLL que participaram da assembléia, são eles: Secretário, Tesoureiro, Diretor Social, Mestre de Cerimônia, Diretor Animador, etc.

Este item compreende duas fases:

  1. A leitura da Oração pelo Brasil.
  2. A saudação à Bandeira Nacional, através de uma vibrante salva de palmas.
A salva de palmas é a homenagem que, frequentemente, se faz ao Pavilhão Nacional ao final dos eventos leonísticos e constitui forma de saudação não autorizada, especificamente, pela Lei nº 5700, no seu parágrafo único ("... é vedada qualquer outra forma de saudação").

O ideal é que o presidente da reunião use a expressão: "Reverenciemos o Pavilhão Nacional e saudemos todos os presentes nesta reunião com uma vibrante salva de palmas". Esta é uma saída até que se altere ou corrija a lei acima citada.

É oportuno salientar que na abertura e no encerramento das reuniões, todos os presentes devem, manter-se de pé, em atitude do mais profundo respeito.

Com referência à leitura da Invocação a Deus e da Oração pelo Brasil, é de nossa opinião que devem ser feitas somente por CCLL e domadoras.

O Protocolo Leonístico

O Protocolo Leonístico nada mais é do que a ordem de preferência na nomeação, na localização de seus lugares na mesa principal e no uso da palavra livre pelas autoridades leonísticas.

Cabe salientar que o primeiro lugar de honra ficará à direita do presidente, o segundo à esquerda do secretário e assim sucessivamente.

Para ilustrar a formação da mesa, apresentaremos o seguinte esquema, que reflete a posição dos lugares na mesa principal, visto de frente:

( 7 ) ( 5 ) ( 3 ) ( 1 ) ( 2 ) ( 4 ) ( 6 )

Os lugares são ocupados como segue:

(1) - Presidente

(2) - Secretário

(3) - Convidado de Honra ou a maior autoridade leonística presente, e assim sucessivamente.

As autoridades leonísticas serão nomeadas e deverão ser localizadas na mesa principal, na seguinte ordem:

(1) Presidente da Reunião

(2) Orador convidado ou Convidado de Honra

(3) Governador do Distrito

(4) Governadores de Distritos................................................................................(a)

(5) Ex-Governadores Imediatos de Distrito...........................................................(b)

(6) Vice-Governadores de Distrito.........................................................................(a)

(7) Ex-Governadores de Distrito............................................................................(c)

(8) Secretários de Distrito......................................................................................(a)

(9) Tesoureiro de Distrito.......................................................................................(a)

(10) Presidentes de Região....................................................................................(a)

(11) Presidentes de Divisão.....................................................................................(a)

(12) Assessores Distritais........................................................................................(a)

(13) Presidentes de Clube.......................................................................................(a)

(14) Ex-Presidentes de Clube Imediatos.................................................................(a)

(15) Vice-Presidente do Clube.................................................................................(a)

(16) Secretário do Clube..........................................................................................(a)

(17) Tesoureiro do Clube.........................................................................................(a)

(18) Ex-Presidentes de Clube.................................................................................(a)

Observação: Havendo Autoridades Leonísticas a nível internacional ou de Distrito Múltiplo, reorganizar a disposição das autoridades na mesa.

Explicação das notas usadas acima:

(a) Quando houver mais de um presente, eles serão apresentados em ordem alfabética tendo por base seu sobrenome. Se a primeira letra for a mesma, prossiga para a segunda, e assim por diante. Se os sobrenomes forem idênticos, o mesmo procedimento deverá ser observado para com o nome; se estes forem iguais, então o outro nome. No improvável evento de dois nomes serem idênticos, a pessoa com mais tempo de afiliação à Associação deverá ter precedência.

(b) Quando mais de um estiver presente, aquele que desempenhou o cargo mais recentemente terá precedência, e assim por diante.

(c) Quando mais de um estiver presente, a precedência será igual a dos Ex-Governadores Imediatos de Distrito (veja (b) acima). Quando mais de um Ex-Governadores de Distrito que tenha desempenhado a função no mesmo exercício estiver presente, então o critério especificado na letra (a) deverá ser observado.

Comentários Gerais

Se estiverem presentes autoridades civis, militares e religiosas e ainda convidados especiais, deverão ser intercaladas com as autoridades leonísticas, a partir do lugar número (3) observadas as regras do protocolo.

Somente o Orador Oficial fará a citação de todos os componentes da mesa principal, os demais oradores dirigir-se-ão à mesa principal na seguinte ordem: CL Presidente, autoridades leonísticas, civis, militares e religiosas (quando presentes)

Quando as esposas estiverem presentes. Estas deverão sentar-se à esquerda de seus esposos quando estiverem no lado direito da mesa, e à direita quando estiverem no lado esquerdo da mesa. No caso do orador principal ser uma senhora, e seu esposo ou outro acompanhante estiver presente, este deverá sentar-se à sua direita.

Quando o Leão tiver mais de um título, ele deverá ser identificado pelo título mais alto. Recomenda-se que os Companheiros de Melvin Jones sejam identificados em grupo.

Quando o orador for apresentado, sua condição de Companheiro de Melvin Jones deverá ser mencionada.

A concessão da palavra livre às autoridades leonísticas deverá ser feita na ordem inversa da acima indicada, ou seja, a mais alta autoridade presente é a última pessoa a usar a palavra.

Mesas Principais Múltiplas

Se houver mais de uma mesa principal, a mesa de mais alto nível será considerada a primária. É necessário ter cuidado de não se colocar leão de mesmo nível em mesas diferentes.

Apresentação da Mesa Principal

A apresentação da mesa principal deverá ter início com o dirigente da reunião, e continuar a partir da pessoa de menor cargo na ordem de precedência até o mais alto cargo. Quando as esposas estiverem presentes à mesa principal, elas deverão ser apresentadas com seus esposos. Exemplo: "CL Presidente da Região A, Pedro Flores e sua esposa Rosa".

Protocolo Oficial a Nível de Clube

(1) Presidente do clube

(2) Ex-Presidente Imediato do Clube.

(3) Vice-Presidente do Clube (pela ordem).

(4) Secretário do Clube.

(5) Tesoureiro do Clube.

Diretores Vogais

(7) Diretor Social

(8) Diretor Animador

(9) Ex-Presidentes do Clube.

O Programa das Reuniões

O programa das reuniões é fator fundamental para o êxito das mesmas. Obviamente, a perfeita execução do programa é complemento indispensável , pois nada servirá um programa bem elaborado, se a sua execução é mal feita.

Tão importante é a elaboração do programa das reuniões que essa tarefa deve ser dada a uma comissão especial, chamada Comissão de Programas, cujas atribuições, capitulada no artigo 31 do regulamento, permitimo-nos transcrever a seguir, por ser oportuno:

SUGESTÃO PARA UMA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA (AGO)

COMPOSIÇÃO DA MESA

COMENTÁRIO:

É atribuição do Diretor Social compor a mesa da presidência.

Os componentes que formarão a mesa principal serão chamados, na devida ordem de precedência: nomes, cargos, funções e outros dados complementares julgados necessários referentes às autoridades, dirigentes e ex-dirigentes leonísticos, convidados e visitantes.

(SINO) Invocando a Deus pela grandeza da Pátria e pela paz entre os homens, declaro aberta esta Assembléia Geral Ordinária do Lions de São Paulo.

(SINO) Convido o CL e/ou CaL ________________________ para proceder a Invocação a Deus.

COMENTÁRIO:

A Invocação a Deus pode ser feita por qualquer pessoa, mesmo não sendo Leão, porém, a preferência deve recair em CCLL do clube, previamente avisado para essa missão).

Não há um modelo padronizado e obrigatório, mas sim uma "Invocação a Deus" recomendada pelo Conselho Nacional de Governadores (CNG), através da Resolução nº 14 - 62/63, que todos ouvimos, com freqüência, no início de nossas reuniões.

Por último, cabe esclarecer que a "Invocação a Deus" é uma oração, e, como tal, não recebe palmas no seu final, como já vimos acontecer muitas vezes em alguns clubes.

(SINO) Voltados ao Pavilhão Nacional, convido os CCLL, Leos, Castores, domadoras e convidados para entoarem comigo, com vibração patriótica a primeira estrofe e o estribilho do Hino à Bandeira.

Sentem-se por favor.

COMENTÁRIO:

Você por certo já deve ter visto em visitas a clubes, alguns Presidentes convidar, antes do canto do hino, fulano para guarnecer a Bandeira Nacional, sicrano para guarnecer a Bandeira do Estado, beltrano para guarnecer a Bandeira do Lions, etc., formando uma verdadeira barreira humana à frente das bandeiras. O que sabemos é que a Lei nº 5.700, de 1º de setembro de 1971, que "dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos nacionais, e dá outras providências", não faz nenhuma referência a guarnecer e muito menos desfraldar o Pavilhão Nacional em tais circunstâncias.

A Bandeira Nacional em nossas reuniões geralmente é apresentada compondo panóplias com outras bandeiras.

Uma pergunta que se ouve com freqüência: "-quantas bandeiras devem fazer parte da panóplia?" Particularmente, somos de opinião que bastam três: a Nacional, ocupando o lugar de honra, isto é, a parte central, com um mastro maior do que as demais; a do Estado, à direita (considerando o observador de costas para a panóplia, e, finalmente, à esquerda, a do Lions.

Nada impede, no entanto, que outras bandeiras a integrem.

"- E o estandarte do clube, onde fica?

O estandarte do clube deve, de preferência, ficar atrás da mesa da presidência, bem no centro, numa altura que ele fique totalmente visível.

(SINO) - NOMEAÇÃO DO MESTRE DE CERIMÔNIA

Nomeio o CL e/ou CaL________________________________ para exercer o cargo de Mestre de Cerimônia desta Assembléia e convido-o para vir à mesa receber o medalhão que é o símbolo da função.

COMENTÁRIO:

O cargo de Mestre de Cerimônia só pode ser exercido por C L ou CaL.

O CL deve ser previamente avisado que ocupará este cargo

O Mestre de Cerimônia deve, toda vez que usar da palavra, ficar de pé.

O Mestre de Cerimônia não deve tocar no medalhão. O presidente coloca e retira o medalhão do pescoço do Mestre de Cerimônia.

Há clubes que adotam a atuação do Mestre de Cerimônias apenas em reuniões especiais. Somos de parecer que o Mestre de Cerimônia deve atuar em todas as reuniões, mesmo nas mais íntimas adotando-se um sistema de rodízio entre os companheiros, permitindo assim, a todos ou a uma grande parte, de se familiarizarem com essa função.

A atuação do Mestre de Cerimônia terminará antes dos períodos da Jaula Aberta ou da Palavra Livre.

MESTRE DE CERIMÔNIA

Agradeço a missão honrosa que me foi confiada e tudo farei para desempenhar minhas funções da melhor maneira possível.

Comunico aos CCLL presente que as inscrições para a Jaula Aberta deverão ser feitas comigo.

Agora transfiro a palavra para o Diretor Social.

DIRETOR SOCIAL

Saúda os visitantes.

Anuncia o cardápio da noite.

Anuncia as datas cívicas e leonísticas do mês.

Anuncia os aniversariantes do mês.

( SINO ) - MESTRE DE CERIMÔNIA

Passo a palavra ao secretário, CL Antônio Cruz.

SECRETÁRIO

Procede a leitura da ata da Assembléia anterior.

COMENTÁRIO:

Depois de lida a ata, o CL Presidente a submete à apreciação dos presentes (discussão) e, finalmente, à votação (com ou sem emendas). Alguns clubes costumam enviar a ata via Internet ou correio aos companheiros, evitando assim a leitura da mesma.

Leitura e relato sintético das correspondências recebidas.

COMENTÁRIO:

O CL Secretário não se deve deter na leitura de toda a correspondência recebida, mas fazer uma síntese tão perfeita quanto possível do conteúdo da mesma. Todavia, é aconselhável que a correspondência recebida de Lions Clube Internacional e da Governadoria do Distrito, desde que não demasiadamente longa, seja, em princípio, lida no seu inteiro teor.

Relato a respeito das correspondências expedidas

COMENTÁRIO:

Deve-se fazer um relato sucinto das correspondências expedidas.

Outros assuntos (se for o caso)

COMENTÁRIO:

Evidentemente, se o CL Secretário tiver outros assuntos a tratar, este é o momento apropriado.

(SINO) - MESTRE DE CERIMÔNIA

Passo a palavra ao Tesoureiro, CL Antonio Feliz.

TESOUREIRO

COMENTÁRIO:

Antes de mais nada, devemos nos lembrar de que o Tesoureiro não é cobrador, cabendo aos CCLL, portanto, procurá-lo para saldarem seus débitos para com o clube, o distrito, a Associação Internacional de Lions Clubes e outros.

Dá informações sobre o movimento financeiro, mencionando saldo das contas administrativa e atividade.

COMENTÁRIO:

O CL tesoureiro deve apresentar à assembléia a situação financeira do clube relativa aos dois fundos, na data da reunião.

Outros assuntos (se for o caso)

COMENTÁRIO:

Aqui podem ser tratados pelo CL Tesoureiro, dentre outros, quando for o caso, os seguintes assuntos: CCLL em atraso com suas mensalidades (de preferência., sem citar nomes); despesas extraordinárias com reuniões destinadas a recepcionar dirigentes leonísticos, a comemorações de datas significativas e à posse da diretoria, contribuições relativas às quotas internacional e distrital, quando não incluídas na mensalidade etc.

( SINO) - MESTRE DE CERIMÔNIA

Comunico aos presentes que a reunião será interrompida por 30 minutos para ser servido o jantar.

COMENTÁRIOS:

O Diretor Animador poderá utilizar o período do jantar para fazer a sua parte, inclusive com a apresentação de números musicais, sorteios de brindes, alegrar o ambiente e principalmente cobrar multa dos companheiros que não estiverem usando pins leonísticos (R$ 10,00 para a Verba de Atividades).

APÓS O JANTAR

(SINO) - MESTRE DE CERIMÔNIA

Comunico aos presentes que entraremos no período de Instrução Leonística. A instrução será proferida pelo CL e/ou CaL _____________________________________.

COMENTÁRIOS:

No período de Instrução Leonística só poderá ser abordado assunto sobre o Lions.

A Instrução Leonística poderá ser feita por CL e/ou CaL de outro clube, porém, a preferência deve recair em companheiro do clube. O tempo de duração é de no máximo 05 minutos.

Como é evidente, ela deve ser preparada com antecedência ( o que, lamentavelmente, nem sempre acontece). Tal procedimento, a nosso ver, oferece as seguintes vantagens:

  1. Obriga o CL a pesquisar e a se preparar convenientemente.
  2. Faz com que ele se aprimore um pouco mais no conhecimento da Doutrina Leonística.
  3. É mais simpático para os CCLL ouvintes.
  4. É fator importante para desinibir o companheiro, que, assim, vai se acostumando e se preparando para, quando necessário, enfrentar outros públicos.
(SINO) - MESTRE DE CERIMÔNIA

Convido a Diretora Social acompanhada por uma domadora para efetuar a entrega de flores para as domadoras aniversariantes do mês .

( SINO ) - MESTRE DE CERIMÔNIA (encerramento das funções)

CL Presidente Rogério Prieto agradeço a deferência da nomeação para ser o Mestre de Cerimônia desta AGO e me coloco à disposição sempre que for solicitado. Devolve o medalhão ao CL Presidente.

(SINO) - PALAVRAS DO PRESIDENTE

COMENTÁRIO:

Este é o momento propício para o CL presidente tratar do assunto principal da reunião, se houver, e de outros assuntos rotineiros, devendo esforçar-se, no entanto, para que sua fala não seja monótona, cansativa e demasiadamente longa.

(SINO) - PRESIDENTE - ABERTURA DA JAULA

Declaro a Jaula Aberta, ficando a palavra à disposição dos CCLL inscritos por no máximo 03 minutos cada um. Com a palavra o CL e/ou CaL _________________________.

COMENTÁRIO:

Antes de abrir a jaula, o secretário já deve ter em mãos a relação, onde conste o nome dos CCLL inscritos em Jaula Aberta, fornecendo-a ao presidente para a chamada na ordem. A JAULA ABERTA É PRIVATIVA DOS LEÕES.

Dependendo ao adiantado na hora, o critério de abrir ou não a jaula, é do presidente.

A Jaula Aberta destina-se a breves comunicações por parte de CCLL previamente inscritos, e não a longas e enfadonhas divagações, como, com freqüência, temos observados em muitos clubes visitados. Numa ocasião dessas que o CL Presidente, de maneira firme mas educada, tem obrigação de interferir, solicitando ao companheiro que simplifique a sua fala, não só para dar oportunidade a outros companheiros, como, também, para que não seja ultrapassado o tempo para a reunião.

(SINO) - PRESIDENTE - PALAVRA LIVRE

COMENTÁRIO:

É o tempo destinado numa reunião leonística, em que, também os presentes, não pertencentes ao Lions possam se pronunciar usando da palavra.

Entramos no período da Palavra Livre, ficando a palavra à disposição dos inscritos por um período máximo 03 minutos cada um. Com a palavra _____________________________.

(SINO) - PALAVRAS DE AUTORIDADES

COMENTÁRIO:

No caso da presença de Autoridades Leonísticas, o presidente do clube, faculta a essas autoridades o uso da palavra, seguindo as Normas Leonísticas (inscrição prévia). O último a falar será sempre o Governador do Distrito.

(SINO) - ENCERRAMENTO

COMENTÁRIO:

Antes de encerrar a AGO, o presidente deve agradecer os CCLL que participaram da assembléia, são eles: Diretor Social, Mestre de Cerimônia, Secretário, Tesoureiro, Diretor Animador, etc.

Quero agradecer a presença das autoridades presentes, dos CCLL, domadoras e convidados na reunião desta noite e peço ao CL, CaL ou domadora _____________________ que proceda a leitura da Oração pelo Brasil.

Ao declarar encerrada a presente assembléia, convido a todos para homenagearmos o Pavilhão Nacional e demais bandeiras da panóplia com uma calorosa salva de palmas. (SINO)

COMENTÁRIO:

A saudação à Bandeira Nacional, através de uma vibrante salva de palmas.

A salva de palmas é a homenagem que, frequentemente, se faz ao Pavilhão Nacional ao final dos eventos leonísticos e constitui forma de saudação não autorizada, especificamente, pela Lei nº 5700, no seu parágrafo único ("... é vedada qualquer outra forma de saudação").

O ideal é que o presidente da reunião use a expressão: "Reverenciemos o Pavilhão Nacional e saudemos todos os presentes nesta reunião com uma vibrante salva de palmas". Esta é uma saída até que se altere ou corrija a lei acima citada.


CL Paulo Fernando Silvestre * CL Paulo Fernando Silvestre
Editor do site Instruções Leonísticas
Membro da Escola de Preparação de Líderes do Distrito LC-2
Assessor de Instruções Leonísticas do APLIONS
Associado do Lions de São Paulo - Ipiranga - DLC-2
E-mail: paulo@instrucoesleonisticas.jor.br
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".