Devemos vender Lions?

"Vender" Lions significa explicar aquilo que ele representa para a comunidade, como um todo
CL Paulo Fernando Silvestre *
Em praticamente todas as comunidades, há homens e mulheres que podem e devem ser sócios do Lions local.

Muitos desses homens e mulheres estariam dispostos a ingressar no movimento leonístico, se soubessem mais a respeito do Lions.

O clube tem a responsabilidade de despertar nesses homens e mulheres o desejo de participarem ativamente do trabalho do Lions da sua comunidade. Para conseguir tal objetivo, é perfeitamente legítimo aproveitar aqueles princípios dignificados e já experimentados da arte de vender que os companheiros estão habituados a empregar nos seus próprios negócios.

Mas atenção! O Lions não pode ser tratado como mera mercadoria para ser "vendida" de porta em porta, de loja em loja, de escritório em escritório.

A empregarmos o termo "vender", queremos dar a esta palavra o significado honesto e justo que, em nosso entender, é o único que um leão deve compreender. Nesse caso "vender" Lions significa explicar aquilo que ele representa para a comunidade, como um todo, e para o homem ou mulher que deverão pertencer ao Lions local, em particular.

Deste modo e usando os princípios da venda, devemos, em primeiro lugar, conhecer o produto. O bom vendedor tem que conhecer bem a sua mercadoria, saber explicar do que se trata, como funciona e para que serve. Estar, em resumo, apto a responder a qualquer pergunta que lhe façam sobre ela.

Infelizmente, quantas vezes perdemos um bom candidato para associado simplesmente porque a explicação sobre Lions foi deficiente ou incompleta, e a pessoa não "sentiu firmeza" na explanação dada pelo companheiro. O tipo de homens e mulheres que devemos atrair é exatamente aquele que quer saber tudo sobre a organização: seus alvos, objetivos e realizações antes de tomar uma decisão afirmativa.

O segundo princípio de venda é o estudo do mercado. Um levantamento prévio e criterioso feito em nossa comunidade (parentes, amigos, clientes, fornecedores, profissionais liberais, empresários, funcionários públicos, etc.) pode revelar todas aquelas pessoas que preenchem os requisitos para se tornarem um grande leão. Lembremo-nos que se hoje estamos no movimento leonístico é porque no passado alguém lembrou de nós.

O terceiro princípio é que o produto deve estar em boas condições de venda. Seria pois ridículo pensar que um homem de negócio iria investir seu tempo e seu dinheiro para ser membro de um clube leonístico no qual demonstrassem falta de interesse, tivessem má assiduidade, falta de companheirismo e companheiros medíocres, cujos programas fossem mal organizados e que não tivessem objetivos válidos.

O quarto princípio é o Marketing. O companheiro que for "vender" Lions, tem a obrigação de conhecer "a fundo" o seu produto, isto é um marketing interno. O clube deve reunir os companheiros e traçar um plano de marketing externo, a fim de atingir toda a comunidade divulgando os trabalhos realizados pelo clube. O Lions deve "mostrar a sua cara". Como sugestão, pode-se convidar o editor do jornal e/ou revista da sua comunidade para receber uma homenagem do clube. Isto estreitará o relacionamento entre ambos. Para isto temos duas datas: 10 de setembro (Dia da Imprensa) e 23 de janeiro (Dia do Jornalista).

Lions precisa dos homens e mulheres de boa vontade de cada comunidade, daí a necessidade imprescindível de "vender" a idéia do que o Lions já representa no mundo de hoje, mas é necessário encontrar pessoas que disponham de riqueza e inteligência suficientes para comprar essa idéia. Não a riqueza material, mas a riqueza de caráter e a inteligência voltada para o bem.


CL Paulo Fernando Silvestre * CL Paulo Fernando Silvestre
Editor do site Instruções Leonísticas
Membro da Escola de Preparação de Líderes do Distrito LC-2
Assessor de Instruções Leonísticas do APLIONS
Associado do Lions de São Paulo - Ipiranga - DLC-2
E-mail: paulo@instrucoesleonisticas.jor.br
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".