Leão esperançoso

CL José Silvestre Vieira *
Instrução Leonística premiada em 1º lugar
no Concurso de Instruções Leonísticas na
7ª Convenção Distrital do Distrito LC-4 em Caldas Novas - GO

CL José Silvestre Vieira

A escolha do tema desta Instrução Leonística principalmente pela sua tempestividade e atualidade, nos empurra a uma ampla reflexão sobre como podemos contribuir para que o nosso país esteja num patamar bastante superior ao que hoje se encontra, deixando de lado toda a inércia e a indiferença que fatos corriqueiros do nosso cotidiano podem a elas nos remeter.

Em minha opinião, a principal causa dessa letargia pessoal vem das informações que recebemos em profusão no nosso dia-a-dia sobre as desgraças comuns que caem sobre as nossas comunidades e que são exploradas à exaustão, com amostras de detalhes mórbidos, que poderiam ser suprimidos caso não houvesse a necessidade louca dos meios de comunicação competirem entre si, buscando cada um aparecer mais e a ter maior índice de audiência entre os ouvintes, leitores, telespectadores ou mesmo espectadores.

A competição entre os jornais, revistas e programas de TV chegou a tal ponto que não basta apresentar o pior, é necessário acrescentar detalhes tétricos ao que já era o pior. Com isso acabamos vendo o pior do pior.

Será que o Brasil é exatamente do jeito que está sendo mostrado?

Será que não existe ninguém em nossos meios de comunicação que se importe com a qualidade das notícias apresentadas?

Como diria o poeta: Por que as notícias não passam pelas famosas três peneiras: É absolutamente necessário? Vai prejudicar alguém? Vai trazer benefício para alguém?

Precisamos parar de nos massificar instintiva ou culturalmente, deixando de nos alimentar com o repugnante, com o repulsivo, com o revoltante.

Com isso não queremos dizer que essas notícias não devam ser publicadas, pois são informações que o público tem necessidade de saber. Mas, por que não dar um maior espaço também para as notícias boas, para as notícias que possam incentivar a prática de boas ações e que visem o benefício da coletividade.

Estamos vendo à exaustão notícias sobre os processos de corrupção que rolam por este Brasil e que nos fazem sentir vergonha por termos representantes tão corruptos nas esferas principais estaduais e federais. As informações estão a todo o momento à nossa frente. Aí cabe uma pergunta:

-Alguém sabe alguma coisa mais profunda sobre a chamada MP do bem que foi promulgada recentemente? Os benefícios que ela produz foram amplamente noticiados? As pessoas são incentivadas a usufruir de suas benesses?

O Povo Brasileiro, solidário, gentil, amigo, inteligente, eficiente e humano, precisa ser bem formado para que possa contribuir para um país melhor.

Precisamos nos educar, desde a pré-escola para que se produzam homens e mulheres de caráter ilibado e com plenas condições de lutar pelas coisas que realmente são importantes e que trazem benefícios para a comunidade. Precisamos parar de pensar no particular, passar a pensar no geral, na coletividade.

Precisamos proporcionar oportunidades iguais para que todos tenham chance de mostrar o seu valor, de se formar, de participar de alguma atividade que leve ao seu crescimento pessoal e que esse crescimento possa se refletir em ações que visem também o interesse coletivo.

Os Clubes de Lions, de uma forma geral, precisam ter mais transparência, ou seja, precisam se mostrar mais ao público, ter uma estratégia de marketing eficiente, para que mais e mais pessoas se interessem em ingressar em suas fileiras e com isso contribuir para que suas ações beneficiem um número cada vez maior de necessitados.

Sonhar não paga imposto ainda, então não devemos sonhar pequeno, nem tampouco nos ater aos limites do razoável. Por que sonhar com algo menos que o ideal?

Você já pensou num país ideal? Se não pensou, tente!

O principal fator que diferencia as pessoas comuns daquelas que conseguem realizar grandes feitos é a capacidade de sonhar e acreditar na realização do sonho.

Só quem se permite sonhar além dos limites é capaz de mudar o mundo. A grande maioria tem "consciência" de que pode realizar pouco, de que não tem capacidade, por exemplo, para ser Presidente da Republica, ter uma grande empresa ou ser algum tipo de agente de mudança social.

Sonhar não paga imposto, não custa dinheiro algum, mas alimenta o coração, a esperança e dá energia para trabalhar para que o sonho se torne realidade.

Para o sonho é você que estabelece o limite! Devemos derrubar nossas paredes, cercas, demarcações, amarras e tudo o mais que possa prender-nos.

Devemos ousar sermos ridículos, insensatos, pouco razoáveis, voar na nossa imaginação, essa nave magnífica e poderosa capaz de ir além do além.

Depois de sonhar, visualizar e viver o país dos nossos sonhos. Não dá para deixar de realizar esse sonho, qualquer que seja o custo.

Cada um deve fazer a sua parte. Não adianta ficar dizendo que uma andorinha só não faz verão.

Precisamos nos unir contra toda espécie de prejuízo que a nação possa ter e estiver que estiver ao nosso alcance.

Precisamos utilizar melhor esta importante arma que é o voto, deixando de escolher aqueles que nos trazem maior interesse, individualmente, para preferir os que realmente podem somar alguma coisa para, no mínimo, uma grande maioria de pessoas, nesta empreitada de moralização e do progresso do povo brasileiro.

Vamos aproveitar as Convenções, onde nosso espírito estará voltado para a prática do companheirismo e do bem comum. Para refletir amplamente sobre a necessidade de nos fortalecermos para poder cobrar das pessoas que dirigem este país ações que tragam oportunidades de crescimento e de uma melhor vida para o nosso povo.

Vamos também refletir sobre como elaborar projetos bem feitos, convincentes, para que possamos usufruir de verbas do Lions Internacional, tão pouco usadas no nosso país em prol da coletividade.

Vamos, enfim, tentar mais e melhor, fazer acontecer com o companheirismo.


* CL José Silvestre Vieira
2º secretário 2007/2008
Lions Clube de Lafaiete - Centro
Conselheiro Lafaiete - MG - Distrito LC-4
E-mail: diretoria@clubedompedroii.com.br
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".