Quando o espelho se quebra

CL Marco Aurélio Zaparolli *

Temos visto ao longo de nossa vida leonística, um emaranhado de problemas que surgem dentro dos clubes de serviço, especificamente os Lions.

De repente, o grupo que prometeu permanecer coeso até que a morte os separe, buscando praticar o Código de Ética e os Objetivos de Lions Internacional, começa a ficar dividido.

Corre daqui o Diretor de Associados, dali o Presidente a apagar pequenos focos de incêndio, a aparar as arestas.

Passa uma reunião, passam duas, três... e o incêndio se propaga.

Procura-se achar culpados, apontar problemas, a encontrar o que chamamos de "bode expiatório". Nada de solução.

O desespero começa a tomar conta do Presidente, que irritado, fala em renunciar.

O Diretor de Associados começa a jogar a toalha e se diz esgotado.

O Diretor Animador que iniciou o mandato fazendo gracinha para todo lado, desconsolado, aparece nocauteado no fundo do salão.

O Tesoureiro já começa a contabilizar prejuízos. Com os problemas, vem a falta de pagamento. A inadimplência atinge índices alarmantes.

Os vices, a esta altura do campeonato, já sinalizam que esse abacaxi eles não irão descascar. Nem o "pin" ostentam mais. Dizem em casa: "amor, guarda aí na caixinha de recordação, junto com aquele da Convenção"

Os vogais começam a sair de fininho e comentam entre si: "não vou assumir nada, não adiante nem o Presidente pedir"

O Diretor de Patrimônio conta os talheres, copos e pratos e pensa em fazer uma grande doação a uma entidade, se o clube fechar.

O ex-presidente bate no peito e disse : "tá vendo, eu é que era bom, comigo nunca aconteceu nada disso."

Um convidado externo de última hora para a reunião, de maneira a ver como um Lions funciona, fica estarrecido e comenta "gente, o que eu vim fazer aqui".

E mais uma reunião chega e passa e ninguém consegue descobrir os problemas do clube.

Mas, lá pelas tantas, um associado realmente interessado em servir, que ocupa um cargo de terceiro diretor "alguma coisa", percebe que antes da entrada da sala de reuniões, em um hall que dá acesso ao local das grandes decisões do clube, há um enorme espelho, por onde as pessoas obrigatoriamente passam.

E na sua ingenuidade, mas profunda sensibilidade observa que em todas as reuniões, os diretores passam pelo espelho e por eternos segundos se olham, admirados, até extasiados, alisam os cabelos, se ajustam na roupa e fitam seus olhos no fundo da imagem refletida, como que a dizer: "como eu sou bom".

Muito à vontade, sem que ninguém percebesse, o associado a quem nunca ninguém perguntou o que poderia sugerir para a resolução dos problemas do clube, até por conta de nunca lhe ter sido dada a palavra, ficando muitas vezes com o dedo indicador esticado para a cima sem ninguém a lhe observar , retira o espelho do hall.

Na reunião seguinte, os diretores até perguntam pelo espelho e ninguém sabe dizer onde foi parar. Menos vaidosos, menos prepotentes, menos arrogantes, já não se admiram extasiados nem cheios de si. Vão para a reunião e como que por uma causa inexplicável, os problemas vão diminuindo.

Até que um dia, as coisas se arranjam por si. E o associado que havia dado fim ao espelho chega à conclusão de que não era outro o problema do clube senão o fato de que cada um que passava pelo espelho, se sentia o ser superior, acima dos demais. E onde um se acha melhor e mais dono da razão do que o outro, com certeza, nada prospera e prevalece a desunião.

Havia me esquecido: aquele convidado tomou posse como associado e hoje usa com orgulho - e humildade - o "pin" do Lions na lapela. Quanto ao espelho, o vi dia desses jogado no depósito do clube. Havia se quebrado em vários pedaços. E o clube? Está inteiro, superou seus problemas e faz um bem enorme à sua comunidade.


* CL Marco Aurélio Zaparolli
Assessor de Instrução Leonística do Distrito LC-8
Governadoria Mauro Covre / Silvete - AL 2007/2008
Presidente do CIRCLE-LP - Círculo Cibernético Leonístico da Língua Portuguesa
Associado do Lions de Marília - Terceiro Milênio - DLC-8
E-mail: marcozaparolli@hotmail.com
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".