Pontualidade como princípio ético

CL Vilmar Capanema/DM Cacilda *
Uma das regras básicas de sucesso de qualquer reunião seja ela do meio administrativo ou operacional é a obediência aos princípios que conduzem a bons resultados e a uma boa freqüência dos convidados e dos convocados para o referido evento.

Uma destas regras básicas é a pontualidade. Não há como se exigir respeito aos convidados e convocados, se nós mesmos como anfitriões, não nos damos ao respeito de zelar pela parte mais primordial de uma reunião, encontro, convenção, etc, que é a pontualidade.

Por vezes nos queixamos da baixa freqüência dos associados em nossos encontros, dando-nos a impressão de que paira uma "má vontade" ou uma falta de motivação para justificar o deslocamento das pessoas até o referido evento.

Lembrem-nos, pois, que mesmo os convocados, sempre arrumam uma desculpa para não comparecer ao encontro, deixando destarte de apreciar matérias importantes para o Distrito ou mesmo do Clube, devido a atraso das reuniões.

Cito aqui um episódio acontecido quando eu exercia a função de comandante da Unidade Militar. Em uma data festiva (Aniversário do Batalhão) foram convidados os amigos e as Autoridades Municipais. Na hora aprazada o comandante da tropa postada solicitou-me autorização para dar início à solenidade, pelo que autorizei em respeito aos convidados que compareceram na hora marcada. Decorridos uns trinta minutos, compareceu o Prefeito Municipal o qual "cochichou-me ao ouvido" dizendo: "-Bom dia Comandante, começou a cerimônia sem a minha presença?", ao que lhe respondi: "-Sr Prefeito o convite que lhe enviei consta que a cerimônia terá início às oito e trinta e não nove horas". Depois desta, ele nunca mais chegou atrasado, sempre se fazia presente às solenidades, por vezes, até 10 minutos antes.

Por que todos gostam de cerimônias militares, quer realizada nos interiores dos quartéis ou não? Por que tantos gostam de ver desfiles militares e outros eventos por eles patrocinados? Exatamente por isso. Vê-se que todos os eventos sérios e bem conduzidos primam, pela pontualidade como princípio ético.

O que traduz a pontualidade para um evento do Lions?

Tudo. Respeito aos convocados e convidados do leonismo. Respeito às Autoridades Civis, Militares e Religiosas convidadas para o evento. Há que se observar que os convidados têm afazeres outros, que não somente ao prestígio ao Lions anfitrião. Eles têm também uma agenda própria e dividem seu tempo de forma a prestigiar os Lions Clubes e seus eventos.

É indiscutível que pontualidade é uma questão cultural. Que o digam os britânicos, famosos pela exigência com horários e notável pontualidade. Nesse ponto, infelizmente, os brasileiros ainda estão caminhando. Por aqui, atrasar ainda é bonito e chique.

Se você é o anfitrião do evento, você deve estar pronto para receber seus convidados 20 minutos antes do horário marcado.

Ao convidado, não é nada bonito atrasar. Chegar 10 minutos depois do horário marcado é o limite máximo permitido pela educação.

Em eventos empresariais, a pontualidade é uma exigência. Geralmente, os participantes desse tipo de evento são bastante ocupados, são executivos de agenda disputada. Por isso, o rigor na pontualidade de cada etapa do evento, inclusive do seu horário de início e término.

É incrível que em pleno século XXI ainda estejamos sofrendo com este mal nacional. Assim como os britânicos são conhecidos pela pontualidade nós carregamos a figura folclórica da impontualidade. Tanto que quando atende-se a um compromisso na hora marcada ouve-se toda a sorte de brincadeiras e comparações com os Ingleses.

Pontualidade é obrigação. Pontualidade não exige nada mais do que um simples querer ser pontual não é necessário ser rico ou famoso para isso, é necessário sim, ter respeito para com o outro.

Na realidade o que vimos são desculpas para os atrasos, desculpas intrínsecas e veladas que ninguém ousa questionar. Você já perguntou ao seu Governador do Distrito, seu Presidente de Clube, porque ele lhe deixou esperando? Quando vamos virar o jogo a nosso favor e sermos conhecidos por nossa pontualidade?

Se assim agirmos, tenho plena convicção de que nossas reuniões e encontros serão muito mais valorizados e a participação será bem maior.


CL Vilmar Capanema/DM Cacilda * CL Vilmar Capanema/DM Cacilda
LC Canoinhas - Ouro Verde
Canoinhas - SC - Distrito LD-5
E-mail: capanema@newage.com.br
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".