Protocolo Leonístico: alguns comentários

CL Max A. L. M. Santos *
Já vi companheiros, e até clubes, defenderem a posição de que o Protocolo é desnecessário nas reuniões habituais do clube. A utilização do protocolo seria enfadonha, representaria perda de tempo e se caracterizaria como imposição, de certa forma arbitrária, dos procedimentos ditos protocolares. Melhor seria a adoção de uma reunião leve e descontraída, onde as formalidades necessárias seriam conduzidas sem maiores preocupações com a ordem e com o horário. Felizmente não encontrei nenhum radicalismo nessa linha de pensamento, sentindo, até, um certo constrangimento na defesa desse ponto-de-vista.

Ora, a ordem é necessária ao desenvolvimento de qualquer atividade, senão instala-se o caos. Obviamente o rigor excessivo na condução de pessoas não é desejável, a menos que a medida se imponha por razões devidamente embasadas no senso comum. Como exemplo temos a disciplina militar, cuja necessidade, há milênios, está comprovada na formação de tropas eficientes e eficazes na arte da defesa e da guerra.

No Lions a disciplina tem sua razão de ser e traduz-se em normas de conduta que são sugeridas, mas jamais impostas. A experiência tem demonstrado que o clube que cultua uma tradição de ordem, de acatamento de regras e da aceitação de certas restrições tende a uma vida mais longa e produtiva, proporcionando a seus membros um companheirismo mais vigoroso e uma amizade mais profunda.

É desejável que o Protocolo Leonístico seja um parâmetro a ser observado por companheiros, companheiras e domadoras. Aquilo que se aprimora e se cultiva no âmbito do clube extrapola esse limite e aquele que cresceu no ambiente salutar do respeito às tradições e normas do leonismo, levará consigo nas suas andanças, onde quer que esteja e mesmo que não perceba, esse verdadeiro e magnífico "cacoete". Suas atitudes, com certeza, granjearão admiração e respeito, mesmo fora do meio leonístico.

No que concerne à abordagem que aqui fazemos, o dicionário indica que protocolo é "cerimonial", "formalidade", "normas de etiqueta". Mas pode significar muito mais. Nas relações internacionais é código de diplomacia e expressão oficial de boas maneiras. É o exercício do tato e da habilidade nas relações interpessoais. Como código de procedimento hierárquico é o "respeito pela posição". Na intimidade do clube, jocosamente dizemos que é a "ciência de sentar".

No Lions a prática do Protocolo é uma forma de reconhecer os méritos de alguém, de manifestar o respeito pela nossa Instituição e de valorizar a nossa auto-estima. Então, é desejável que todo leão se interesse por conhecer e exercitar os procedimentos sugeridos por Lions Internacional. Assim, evitará constranger, por atitudes indevidas, companheiros e autoridades presentes às reuniões de qualquer âmbito, desde os mais simples encontros da diretoria do clube até as convenções.

A elaboração de um protocolo adequado não é tarefa muito difícil, mas requer tempo, conhecimento, habilidade, bom senso, humildade e dedicado planejamento, para que sejam evitados erros. Numa reunião festiva do clube, por exemplo, é inadmissível deixar de apresentar, no momento oportuno, sequer um dos convidados, visitantes e autoridades, leonísticas ou não, que estejam presentes. A composição incorreta da mesa de honra pode causar desnecessário mal-estar a alguma autoridade que foi preterida. Deixar, por descuido, de conceder a palavra a algum orador previamente agendado é indesculpável.

Uma quebra de protocolo muito comum, especialmente em reuniões com número maior de participantes, ocorre quando grupos de pessoas mantêm conversações, geralmente em voz alta, enquanto o orador do momento faz sua intervenção. É um grave desrespeito a quem está falando e a quem está querendo ouvir. No meu modesto modo de ver, isso é uma severa falta de educação, que extrapola, inclusive, os limites do leonismo.

Na elaboração do protocolo, por uma questão de deferência para com os presentes, é preciso dispensar cuidados ao bem-estar geral. Por isso, devem ser considerados fatores como a pontualidade, a duração da reunião, o tempo dos pronunciamentos, o serviço de som, a iluminação do local, a disposição das mesas, os serviços da refeição e das bebidas, a temperatura do ambiente, etc.

Existe lei que regula a forma e a apresentação dos Símbolos Nacionais. Então, o uso da Bandeira exige especial atenção. Pelo respeito que merece, o Pavilhão Nacional deve fazer parte da elaboração do protocolo, pois é comum ocorrerem falhas, especialmente quanto à sua posição no recinto.

Seria impossível esgotar o assunto nesta breve exposição, pois ele é vasto e suscetível de abordagens muito diversas. No entanto é matéria merecedora de mais estudo por todos nós.

Se consegui reanimar, por pouco que seja, o interesse pelo Protocolo Leonístico, penso que cumpri a missão que me coube nesta Instrução Leonísticas.


* CL Max A. L. M. Santos
Lions de Florianópolis - Estreito
Santa Catarina - Distrito LD-9
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".