Sucesso: eu! Fracasso: ele! E onde fica o nós?

CL Luiz Antônio Rodrigues Ferreira *
É muito comum no dia-a-dia presenciarmos o seguinte fato: Quando alguma iniciativa é coroada de êxito, todos os membros da equipe correm desesperadamente para dizer: "Eu fui o autor da idéia!", ou, como se fala popularmente, ser o "Pai da criança!".

Agora, se a mesma iniciativa fracassasse, aconteceria o contrário: Ninguém da equipe assume a sua parcela de culpa, pelo contrário, aponta-se sem cerimônia o dedo para o outro membro do grupo e vice-versa, afirmando solenemente: "Foi ele!".

A diferença nos dois casos é a mudança do pronome (Eu ou Ele), dependendo da situação, porém, há uma coisa em comum: No sucesso ou no fracasso, fala-se no singular!

Agora pergunto: Onde fica a ação do grupo (o Nós!), tanto no erro como no acerto, pois, qualquer que seja a iniciativa no dia-a-dia, no sucesso ou no fracasso, ela acontece quando todas as ações são pensadas e executadas em grupo!

No mundo ocidental, há uma cultura muito forte de que tudo gira em torno de ações e resultados individuais.

Vejam agora o exemplo da cultura oriental (no caso o Japonês): Quaisquer iniciativas positivas nas equipes, todos são parabenizados, agora, quando estas não têm êxito, todos assumem automaticamente a culpa e juntos analisam as causas para que tal fato não mais aconteça, pois eles têm a consciência que as conseqüências dos atos vão além da equipe, atingindo as somas dos esforços então empreendidas pelas demais equipes no conjunto de suas atividades, pois esta consciência é um dos principais pilares de sustentação da cultura oriental, sendo este valor transmitido de geração em geração, de Pai para Filho, e assim sucessivamente.

Valores culturais são difíceis de mudar? Sem dúvida! Porém, tudo depende não só quando cada um der o primeiro passo, mas também iniciar um processo irreversível de mudança que envolve perseverança, bem como a consciência de todos que valores se solidificam através das gerações a partir de nossas famílias, continuando nas escolas, estendendo-se para nossa vida laboral e demais grupos sociais nos quais participamos, com resultados benéficos em quaisquer atividades, valorizando-se sempre o grupo e não o individual, que infelizmente contaminam as ações.


CL Luiz Antônio Rodrigues Ferreira * CL Luiz Antônio Rodrigues Ferreira
Diretor Social - AL 2011/2012
Lions Clube de São Vicente - Praia - Distrito LC-5
Assessor de Atividades Culturais e Comunitárias do Distrito LC-5 AL 2009/2010 e 2010/2011
E-mail: tsluizantonio@uol.com.br
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".