Renovação

CLEO Carlos Henrique Lima Severino *
"Time que está ganhando, não se mexe."

Bom, no LEOísmo, isso não é bem verdade, certamente é ótimo ter pessoas competentes em seu clube. À medida que o tempo passa, esse forte grupo pode vir a se desgastar, até mesmo por causa do cotidiano da vida de cada um: trabalho, estudo, família e etc. A melhor receita para os nossos clubes é que busquem sempre estar renovando o quadro social.

Como e de que forma isso deve acontecer? Trazer associados para os clubes de serviço de uma maneira geral, hoje é bem complicado. Mas se o clube elaborar um plano audacioso de captação de associados, com certeza, algum retorno virá. Escolas, grupos de jovens, amigos de faculdade, companheiros de esporte, são sempre lembrados mas talvez não são trabalhados da maneira correta. Um trabalho abrangente em escolas, por exemplo, pode trazer um "lucro" imenso para o clube. Imagine a seguinte situação:

Um determinado LEO Clube vai até uma escola, apresenta para a diretoria o programa de LEO Clubes, e assim monta um stand ou visita as salas expondo material alusivo ao movimento e dissertando sobre o assunto. Se aquela escola tiver um fluxo de 2000 alunos e se a quantia irrisória de 0,1% se tornar sócia do clube, além do acréscimo de 2 associados no quadro social, o clube ainda realizou uma divulgação da marca LEO. Ressaltamos que todas as etapas de um trabalho como esse devem ser realizadas com bastante profissionalismo.

Então, o clube que consegue renovar o seu quadro social com 2 ou 3 associados por ano, sempre se manterá numa linha muito tênue, visto que sempre o clube estará com novas pessoas e nunca correrá o risco de vir a passar dificuldades do tipo falta de associado.

O clube deve adotar altos padrões, para recrutar e ambientar novos associados. Primeiro, pergunte a eles o que eles gostam de fazer, e procure sempre agendar tarefas que agradem a todos. Assim, eles não se verão obrigados a prestarem um trabalho desagradável.

Depois, faça com que o novo associado se sinta útil no clube e cobre dele responsabilidade. Dê cargos, onde ele poderá pedir ajuda, perguntar, propor e inovar.

À medida que o tempo passa, o novo associado deve se sentir a vontade para assumir novos cargos no próprio clube e no Distrito, para isso os dirigentes do clube devem proporcionar ao mesmo além de oportunidade de servir nos cargos, suporte para que este associado não venha a encontrar uma grande dificuldade e não encontre apoio para superá-la.

Renovando o quadro social, aparentemente o clube parece perder poderio, mas tudo em qualquer sistema vive em ciclos, assim devemos adotar a mesma operação para o nosso movimento. Acompanhem comigo a seguinte conta:

Um LEO Clube tem em 2003, 20 associados ( 4 são associados novos), estes se mesclam de 15 a 25 anos. Sendo que a cada 3 anos, esse clube perde 1 dos associados (faixa de saída) que tinha em 2003.

Sua taxa de renovação é de 2 associados a cada ano. O associado desse clube costuma abandonar o movimento com 25 anos para frente, assim um associado com 15 anos teria teoricamente mais 10 anos de movimento e sobreviveria a 2 faixas de saída (já que no fim da 3ª, ele estaria para sair do movimento).

Passados 6 anos, esse clube teria perdido 2 associados mais uns 3 ou 4. Porque? Ele perdeu normalmente os que saem a cada 3 anos, mais os que já tinham idade acima de 15 anos, que saíram bem antes de passar os 6 anos. Então restaram dos associados de 2003, 14 associados, visto que a cada ano entraram 2 associados no clube; o clube passou a ter 26 associados, temos então que houve em 6 anos uma renovação de 26% do seu quadro social e um acréscimo de 30% no mesmo quadro.

É valido lembrar que, essa situação ocorre em situações atípicas, sendo que perdemos muito mais associados e não renovamos tanto assim nosso quadro social. É apenas uma situação ideal de vivência dos clubes que quisemos que fosse exemplificada.

Sendo assim, esperamos que cada clube venha a conciliar a melhor maneira possível para implantar um sistema de captação de associados aliado a um plano de renovação de clube; para que seja sempre mantida uma operacionalidade entre os membros do clube.


CLEO Carlos Henrique Lima Severino * CLEO Carlos Henrique Lima Severino
LEO Clube BH ELITE
Presidente do Distrito LEO LC-4 AL 2002/2003
Presidente do DM LEO LC AL 2005/2006
LEO do Ano 2004/2005
E-mail: cleocarloshenrique@gmail.com
Não deixe de ler também...
O pequeno Júlio Macarini Pacheco, no momento em que recebe o título de Companheiro de Melvin Jones

Bebê é o mais jovem companheiro de Melvin Jones do mundo

Júlio Macarini Pacheco, com apenas três meses de idade, tornou-se o mais jovem Companheiro de Melvin Jones do mundo! A ideia foi do novo Presidente do Lions Clube Novo Hamburgo - Terceiro Milênio, CL Vilnei Edmundo Lenz, que assumiu a presidência na época do nascimento do bebê, coincidentemente filho de seu antecessor no cargo, Jardel da Mota Pacheco.

 
 
 
 
Clique para voltar à primeira página

Choose other language
Escoja otro idioma
Click the UK flag for a message in English   Haga click en la bandera de España para un mensaje en español

Logotipo I Believe, do Presidente Internacional

Instruções Leonísticas
Clique para voltar à primeira página
Conteúdo relacionado:
Digite abaixo o que procura no site Instruções Leonísticas:
 

Participe do site Instruções
Leonísticas: envie artigos, notícias, links ou eventos.
Clique aqui e veja como.


Sites em destaque:

Leia a coletânea Instruções Leonísticas Motivacionais Logotipo Rosane de las Américas
Visite o site da
Dir. Internacional Biênio 2008/2010 Rosane Vailatti


Visite a Fundação Lions Internacional

Visite o site da AGDL e tome conhecimento de todas as notícias e assuntos atinentes à associação
Associação dos Governadores dos Dist. Múltiplos L
Conheça o Clube Filatélico do Lions Internacional que congrega filatelistas associados dos Lions Clubes em todo o mundo
LISC: Lions International Stamp Club

Leia aqui artigos sobre jornalismo, educação, tecnologia e as combinações disso tudo
A Apple deveria tirar seus advogados de cena e deixar seus engenheiros liderarem a disputa com a concorrência. Ainda mais se pensarmos que a mesma Apple já foi uma "pirata".